26 março 2012

QUAL ERA A RELIGIÃO DE JESUS ? JESUS ERA EVANGÉLICO ?

Parece uma pergunta um tanto sem nexo, mas vale a pena insistir: qual era religião de Jesus ? Jesus era evangélico ?
Bem, eu vejo hoje em dia um orgulho estampado no peito de muita gente por aí dizendo: “ eu sou evangélico “, vi num carro certa vez um adesivo que dizia assim: “ graças a Deus, sou evangélico ”. Mas devemos antes de tudo e como disse Paulo, levar “todo pensamento a obediência de Cristo”, este orgulho, esta prepotência de alguns, faz parte do evangelho de Jesus ? Creio que não, pois Jesus não ensinou isso a ninguém !
Mas vamos ao assunto. Jesus era um judeu, viveu numa sociedade marcada pela intolerância religiosa e política, fazia parte de uma nação oprimida e subordinada a um império politeísta e escravagista, o império dos césares. Jesus viveu numa época onde se guardava as leis de Moisés. Jesus, veio cumprir a lei, como Paulo no ensinou, mas Jesus não trouxe uma nova religião, como muitos pensam.
Jesus não veio inaugurar um novo sistema teocrático religioso, baseado em leis, em estatutos e costumes como a maioria pensa. Jesus em momento algum, ensinou algum código para ser cumprido ou guardado. Jesus, veio trazer liberdade ao cativo, salvar o que se havia perdido e chamar os pecadores ao arrependimento. Diferente dos nossos dias onde nos orgulhamos ao extremo por sermos evangélicos, Jesus ensinou a ter um relacionamento pessoal com Deus, e não ser observador de dogmas e doutrinas. Muitas vezes, ficamos orgulhosos por sermos “evangélicos” e vejo lideres dizendo que em breve seremos a maioria neste país. Mas nosso Senhor Jesus nunca disse nem ensinou que nosso alvo deveria ser esse,  Ele nos ensinou a sermos sal da terra e luz do mundo e acima de tudo,  Ele ordenou que pregássemos o Evangelho da salvação. Jesus, diferente de outros lideres de religiões, nunca ensinou seus discípulos a serem extremistas, exclusivistas ou fanáticos a ponto de matarem em nome de uma religião ou em seu Nome. Jesus não tinha religião, pois os judeus não tinham nenhuma denominação, apenas guardavam as leis de Moisés e os religiosos guardavam os ensinamentos dos fariseus.
Enquanto muita gente pensa que Jesus é evangélico, Ele é o “ CAMINHO A VERDADE E A VIDA”. Jesus não foi católico, nem evangélico, muito menos espírita kardecista, nem mulçumano, budista, Jesus não foi batista, nem pentecostal, nem assembleiano, nem da universal, mundial, nem mesmo adventista, e ainda nem mesmo testemunha de Jeová. Jesus não foi nada disso, JESUS É O PROPRIO DEUS !!!
Hoje as igrejas  e movimentos com seus lideres, buscam a si mesmos uma aprovação exclusivista, como se Jesus os tivesse iluminado como a religião, ou igreja certa, mas Jesus disse ” eu sou a luz do mundo, quem me seguir, nunca andará em trevas “ Jesus é quem devemos seguir e não um sistema, igreja, pastor, ou seja lá que ideologia for. Essas ordenanças como pastores, bispos, denominações, costumes são coisas organizadas pelo homem que se preocupou em organizar uma religião, um sistema religioso, algo que Jesus nunca se preocupou em organizar.
Na frente do tumulo de Lazaro, Jesus disse a irmã do morto “ eu sou a ressurreição e a vida, quem crê em MIM, ainda que esteja morto, viverá”, o mais interessante é que Jesus disse: “ quem crê em mim” e “não quem for evangélico”. Em João capitulo 15:7, Jesus disse assim:”se vós estiverdes em MIM e as minhas Palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes e vos será feito”. Jesus não disse que para receber algo deveríamos pertencer a esta ou aquela igreja, mas deveríamos estar Nele e a sua PALAVRA em nós.
Quando converso com algumas pessoas evangélicas assim como eu sou evangélico, percebo a ignorância quanto a questão Salvifica. Jesus disse aos discípulos depois de ressuscitar: ” Ide por todo mundo, pregai o evangelho (as boas novas, a boa noticia que temos alguém que morreu em nosso lugar e pagou o preço do pecado em nosso lugar)  a toda criatura; quem CRER (em Jesus, quem crer no seu sacrifício) e for batizado, será salvo”. Mas as pessoas pensam que devem pertencer a esta ou aquela igreja, guardar este ou aquele costume para ser salvo, quando Jesus disse que basta CRER NELE para ser salvo. O evangelho existe por causa de Jesus e não o contrário !!!
O versículo áureo da Bíblia, nos revela algo que muita gente não percebe: “ Deus amou o mundo de tal maneira que DEU o  seu Filho Unigênito para que todo  aquele que Nele CRÊ, não pereça, mas tenha a vida eterna” Jo 3:16. Notemos que a salvação não é algo exclusivo desta ou aquela igreja, como os homens fomentam. A salvação vem do Senhor Nosso Deus.
Jesus não tinha religião, nem mesmo fundou denominação, com sua morte e ressurreição, Ele resgatou para si, aqueles que crêem Nele, um “povo, especial zeloso de boas obras”. Jesus não era evangélico, mas é o Deus dos evangélicos, Jesus é maior que a instituição humana denominacional, Jesus é o Salvador do mundo. Jesus veio para CUMPRIR e não GUARDAR a lei.  Jesus veio ABOLIR e não organizar um novo código de LEI para o ser humano. Jesus veio libertar e trazer vida e vida com abundancia.

Em Cristo
Pr Ivair J. Lehm

19 março 2012

E AGORA, QUEM VAI CONSERTAR O ESTRAGO ?

            A Bíblia relata um milagre em Marcos 2, quando um paralítico conduzido por 4 amigos, é baixado desde o telhado da casa e posto na frente de Jesus é curado na presença de todos. Fico pensando como deve ter sido glorioso aquele culto. Naquela noite 4 amigos, sem ter seus nomes revelados, causaram admiração de Jesus por causa da determinação em ajudar o amigo enfermo. Este texto é muito pregado, estudado, ensinado em todo o mundo por causa das lições maravilhosas que nos trás. A coragem daqueles homens ao subirem no telhado, é sem duvida, o ato mais admirado pelos cristãos em todo o mundo. Ao descobrirem o telhado da casa e baixarem a cama, revela-nos a compaixão que devemos ter pelas almas. O fervor daqueles amigos anônimos salvaram a vida daquele moribundo. 


          Mas e o dono da casa? Quem seria este homem? O que ele pensou de tudo isso? O que ele ganhou com isso? Você já pensou nisso? Alguns se quer lembraram-se em algum momento daquele homem e sua família. Jesus estava na sua casa, ensinando, o culto estava uma " bença"  houve uma manifestação poderosa da parte de Deus naquela casa. Os irmãos saíram todos dando glórias a Deus, cheios do Espírito Santo, alegres, maravilhados. O comentário se estendeu até os dias de hoje e vai se estender até o dia final da história. Mas e o estrago feito no telhado da casa deste outro anônimo? A Bíblia não diz que os homens o tenha consertado e também não diz o contrário. 


           Quero aqui fazer uma analogia simples, uma comparação, como diz o interiorano: aquele homem simboliza os pastores de todo este imenso Brasil. Homens que deixam Jesus operar em suas igrejas,pois reconhecem que a igreja é Dele, homens que não buscam a própria gloria, mas pedem ao Mestre para fazer milagres e enquanto o povo vai embora feliz, alegre, o pastor fica ali, muitas vezes com as mesmas dores, com os mesmos problemas. Quantas vezes, Deus nos surpreende com seu agir, as pessoas cheias de poder, de alegria espiritual. O comentário sobre o culto se prolonga por dias, mas lá fica o pastor com sua família !
          
          Vejo isso nos congressos de nossas igrejas. Todo mundo sai alegre e maravilhado e o pastor preocupado com o rombo espiritual causado por dissensões entre irmãos por causa do tema, da roupa, do hino, da apresentação, da faixa na frente da igreja, e lá em casa, sozinho com a esposa, o pastor chorando pela perca de membros que se foram, por esses motivos tão pequenos e infantis, chorando pelo que ele tem que arcar do resto da festa. O pastor sempre incompreendido, mau interpretado, deixado de lado. O pregador que vem uma vez no ano, prega apenas uma noite e se vai é o grande homem de Deus, uma benção...leva uma boa oferta, tem um tratamento vip por parte dos membros da igreja..é convidado para almoçar na casa dos membros, recebe presentes, é honrado por pregar em tal lugar, por ter ido na América como dizem por aí e bem alí o pastor que está ali o ano todo, gemendo e chorando, carregando a carga de todos, orando por todos, suportando afrontas, calunias, desfeitas por parte do povo, que tem compromisso com o rebanho, é deixado de lado e muitas vezes até ignorado.
      O culto foi tremendo, houve cura, milagre, mas quem vai ajudar o pastor a consertar o estrago no teto?
        Desejo que Jesus cure todos os aleijados, doentes, cancerosos, endemoniados, quero que Jesus liberte todos os oprimidos e batize todos os membros com o Espírito Santo e que salve toda a cidade...mas quero alguém que me ajude a consertar o teto da casa...pense nisso...seu pastor conta com você...lembre-se que depois que a festa acabar, a igreja deve continuar, a benção deve se estender até o dia do retorno de Jesus, quando vamos entrar em uma festa eterna...


Em Cristo
Pr Ivair J Lehm

16 março 2012

A INEBRIANTE SEDE DE LIDERANÇA











Liderar é mais que um cargo, liderar é influenciar. Liderança é um sacerdócio. Algumas pessoas imaginam que serem lideres é apenas dar ordens, ser o centro das atenções, ser o mais respeitado, o mais temido, o mais honrável entre todos. Podemos dizer que a verdadeira liderança leva a tudo isso e atribui ainda muito mais do que pensamos. Nosso maior exemplo de liderança é e sempre será o Senhor Jesus Cristo e Ele mesmo deu o segredo para se ter e ser um grande líder.
O líder primeiro serve de exemplo aos liderados, como bem exemplificou Jesus no relato de João capitulo 13.  Mas isso parece ser coisa ultrapassada. Você já viu algum líder que tivesse a coragem de servir seu liderado ? A maioria dos nossos lideres pastores apenas se impõe sobre a massa de liderados na igreja. Não é bem assim ? Quantas vezes numa convenção de pastores as discussões apenas servem para dar um ar de democracia no processo, mas geralmente o que se vê é a proposta ser apresentada e a vontade do líder ser apoiada dando um ar de legitimidade. Nunca vi um líder de convenção abrir espaço para uma discussão e aceitar as criticas e idéias contrárias a sua. Se você já viu, por favor  me informe.  
O grande caos na liderança moderna, está na intransigência de alguns lideres. Quem nunca foi um bom liderado, jamais reunirá condições para ser um líder. Lideres devem servir de modelo, de referencial á igreja e aos liderados.  Um líder que não esteja disposto a fazer as pequenas e mais insignificantes tarefas, não poderá exigir de seus liderados que o façam. O líder tem um coração sempre aberto e disposto a aprender. Quando o líder se acha absoluto, sua liderança tende a se esfacelar e auto destruir.  Grandes lideres populares se distinguem por serem parecidos com seu povo, por conhecerem seus anseios, suas dores, suas dificuldades.
Me causa espanto ver grandes ministérios evangélicos assembleianos, sendo passado de pai para filho, como se a igreja fosse um feudo, uma fazenda que obrigatoriamente o filho deva herdar e cuidar para que esta propriedade não saia da família. Liderança é algo que não se compra, nem se adquire por vontade, liderança para igreja é uma vocação divina, não a todos, mas aqueles a quem Deus escolheu por seu divino poder.
Liderança não é apenas ser o destaque da multidão como alguns pensam. Muitos  querem ser lideres mais interessados na fama e poder que possam desfrutar, que na realização de uma grande obra. Quando um movimento qualquer é perseguido por alguma autoridade, por exemplo, quem vai preso, detido, processado é justamente o líder. Veja o caso de Jesus, era o líder de um grupo de judeus, pregava uma doutrina maravilhosa, foi rodeado por milhares de pessoas que viam Nele a libertação do domínio romano, mas foi para o calvário sozinho. Ele foi morto e não os seus seguidores! Interessante como a liderança atual de nossas igrejas, convenções e ministérios precisavam aprender um pouco mais com Jesus.
Ser um líder apenas por herdar algo do pai ou da família, pode conduzir ao fracasso e a grandes derrotas, sem contar que os liderados poderão se tornar em nada e sofrerem as penas de uma liderança embriagada pela sede de PODER.

Em Cristo,
Pr Ivair J Lehm

14 março 2012

QUEM PRECISA DE BÍBLIA AFINAL ?

        Parece loucura a pergunta, mas nos últimos tempos a Bíblia está perdendo um espaço enorme para os grandes pregadores e televangelistas. E não somente isso, mas mesmo nos lugares mais remotos de todo o Brasil, parece que o vírus da independência bíblica atacou de vez e infectou a maioria do povo de Deus.
Para se ter uma ideia, vejamos o que acontece por aí:

        Quer ficar rico? Não precisa mais guardar a lei do Senhor como diz o Salmo 1 para ser abençoado, basta ser um associado, ou ofertante de um dos inúmeros pastores na tv. Se você for um semeador do ministério do pastor "A", ou um parceiro ministerial do pastor "B", se você desafiar a Deus e entregar seu "tudo" na igreja do pastor "C", você fatalmente será enriquecido sem precisar sequer de ler um único versículo da Bíblia. E aliás estes pastores até fazem questão que o povo não leia a Bíblia, pois se não, o povo aprenderá que tudo não passa de uma farsa.

E não para por aí. Temos ainda os grandes pregadores do re-te-te de Jeová. Aqueles que fazem tanto barulho nas igrejas pentecostais, que fazem o povo entrar em transe, como se isso fosse espiritualidade extrema, como se fosse Deus "purinho no negócio". Pequenas igrejas pentecostais nascidas nas mentes de obreiros doentes, confusos, frustrados, sem preparo teológico, sem conhecimento suficiente para ministrar uma unção com óleo a um doente. Esses que pregam um estilo de vida "estreito de Jeová" onde o que predomina é a observância de usos e costumes ultrapassados, como fonte de santidade. Estes pastores que ensinam supostas revelações e doutrinas obtidas em noites de orações em montes suplantando  a autoridade da Palavra infalível de Deus e que conseguem a obediência "cega" de seus seguidores. 
        Vejo pessoas bem intencionadas envolvidas em movimentos barulhentos, pessoas que pulam o tempo todo em alguns movimentos e são donos de uma vida vazia e superficial, cheios de problemas pessoais e familiares que nunca são resolvidos e quando questionados, dizem que "pagam o preço" por serem cheios do Espírito Santo.  Para onde estamos caminhando ? 
        Quem precisa de Bíblia afinal ? O Evangelho está sofrendo duros golpes dentro deste cenário gospel evangélico que estamos presenciando. Com tanta maracutaia por aí e tanto pastor picareta na TV, na politica e nas igrejas, acho que EU PRECISO MUITO, CADA DIA MAIS, MAIS E MAIS DA BÍBLIA para sobreviver neste MUNDO...

Em Cristo
Pr Ivair J. Lehm

PESSOAS QUE ME SEGUEM

EM DEFESA DA PALAVRA DE DEUS

EM DEFESA DA PALAVRA DE DEUS

NOTÍCIAS CRISTÃS

VOCÊ PODERÁ GOSTAR TAMBÉM: